fbpx
(062) 3414-7861                     Av. Deputado Jamel Cecilio, 3455 - Sala 406 - Qd.09 Lt.2E - Jardim Goiás – Goiânia/GO contato@grupoanexo.ind.br

ChatGPT é uma espécie de “Alexa “, mas conversando via texto e não voz. Além de responder questionamentos complexos de forma coesa, o chatbot é capaz de compor redações  e até escrever em linguagem de programação. Tamanha capacidade fez do ChatGPT um sucesso: ele foi lançado dia 30 de novembro e, menos de uma semana depois, já havia atingido a marca de 1 milhão de usuários.

 

Especialistas que acreditam que a tecnologia pode acabar com o sistema de busca do Google. Apesar de impressionante, o chatbot ainda está em fase experimental e como toda solução baseada em IA, não está livre de problemas e controvérsias.

O robô foi criado pela startup de pesquisa e desenvolvimento OpenAI, que também é responsável pelo software Dall-E. A empresa foi fundada em 2015 como uma pequena organização sem fins lucrativos pelo investidor do Vale do Silício Sam Altman e pelo bilionário Elon Musk, que deixou a presidência da organização em 2018.

Apesar de hoje estar sendo usado principalmente para divertir os usuários, o ChatGPT pode ter diferentes aplicações no dia a dia. Seria possível usar a tecnologia para responder dúvidas de clientes em plataformas de e-commerce, automatizar o atendimento em serviços online como Internet Banking, e criar conteúdo digital, por exemplo.

Vale ressaltar que o ChatGPT é um protótipo e não está pronto para ser vendido para empresas. Para que isso ocorra, é preciso que a OpenAI aperfeiçoe a ferramenta.

Fonte: Techtudo